Rua Gomes de Carvalho, 1356 - 2º andar
São Paulo - SP
Avenida Carlos Gomes, 222 - 8º andar
Porto Alegre - RS
+ 55 (11) 3995-5221
+ 55 (51) 3378-1136

PR HACKS - ENGAJE!

#EraDoEngajamento

Seis técnicas para tornar seu brainstorm mais produtivo e ter ideias melhores

O brainstorm é um recurso muito utilizado no dia a dia da comunicação corporativa, mas as reuniões do tipo podem acabar sem resultados promissores se não houver uma metodologia por trás delas. Veja algumas sugestões para turbinar a chuva de ideias e escolha a que mais se adequa à sua equipe!

Criar um moodboard

(Fonte: Hubspot)

Se você tiver tempo, prepare um moodboard físico ou virtual para inspirar os participantes. Sem muita curadoria, selecione imagens relacionadas ao tema do seu brainstorm em sites como  o PInterest e também no próprio Google Imagens. A ideia é estimular a criatividade por meio de associações.

Post its

Cada pessoa recebe um bloquinho de post its e nele anota suas ideias logo no início da reunião e após a apresentação do problema. Esses post its podem ir direto para um mural ou serem trocados entre os participantes para que criem novas ideias baseadas nas anteriores. Ao escrever em silêncio, as pessoas podem se sentir mais à vontade para sugerir.

Criar um mapa mental

Escreva três termos em destaque sobre seu problema em uma folha de papel e peça às pessoas que escrevam três palavras associadas a ele. Podem ser perguntas sobre o problema ou ainda categorias nas quais ele está inserido. Depois da primeira rodada de palavras, o time puxa setinhas delas para escrever novos termos relacionados e assim por diante.

Chuva de problemas

Ao invés de pensar em soluções, pense em mais problemas relacionados ao que você tem agora ou como piorar a situação. Por exemplo: se a ideia é fazer com que as pessoas acessem mais um site ou comprem o produto, pergunte o que poderia afastar elas mas ainda do seu cliente. O desafio, também conhecido como brainstorm reverso, pode realçar soluções óbvias.

Outra variável — que, aliás, pode ser aplicada em qualquer processo do tipo — é estimular o time a fazer o máximo de perguntas a partir do seu problema inicial. Valem questões sobre o público alvo, sobre o objetivo da ação, sobre o plano atual e por aí vai.

Desejos

Pense nas ideias mais incríveis que você poderia realizar com esse projeto, mas que parecem grandes demais para seu orçamento. Por exemplo: contratar a Anitta para um show particular à bordo de um iate para 15 pessoas. A partir daí, fica fácil pensar em maneiras de adaptar a melhor ideia ao mundo real.

Outro ângulo

Essa técnica conhecida pede que você pense sobre seu problema como se fosse outra pessoa. Vale uma celebridade ou alguém de outro país. O esforço do cérebro em trocar de perspectiva pode abrir espaço para novas propostas. E o time todo se inspira com a mudança de ponto de vista.

… E algumas regras imprescindíveis para qualquer brainstorm dar certo:

Não julgue ideias

Criticar ideias ou reagir de maneira negativa a elas pode interromper o processo criativo e fazer com que outras pessoas se sintam desconfortáveis para falar. Neste momento, pense em quantidade de ideias, não em qualidade.

Chame pessoas de outros departamentos/times

Construir um time diverso garante olhares diferentes sobre a mesma questão. Por isso, não se limite só à criação, mas também a outros cargos da agência, porque não?

Preparação prévia

Envie materiais de estudo para os participantes da reunião com antecedência e dê detalhes sobre o problema que deverá ser resolvido no brainstorm.

Veja Também
#INBOUND2017 (parte 2): 6 Práticas da Pixar para turbinar a criatividade + um bastidor sobre Steve Jobs